top of page

Entendendo o Inventário Extrajudicial: Uma Explicação Simples Para Quem Não É Advogado

Atualizado: 7 de mai. de 2023



O inventário extrajudicial é um processo legal pelo qual se faz a divisão e a transferência dos bens de uma pessoa falecida para seus herdeiros.


A diferença entre o inventário extrajudicial e o judicial é que o extrajudicial é realizado diretamente em um cartório de notas, sem a necessidade de uma ação judicial. É uma opção mais rápida e menos burocrática em comparação com o inventário judicial.


Porém, nem todos os casos são elegíveis para o inventário extrajudicial. Ele só pode ser utilizado quando todos os herdeiros são maiores de dezoito anos e capazes, e estão de acordo quanto à divisão dos bens. E, caso haja testamento, primeiro ele tem que ser cumprido na via judicial, para depois poder ser feito o inventário extrajudicial.


O processo de inventário extrajudicial envolve a presença de um advogado e a elaboração de um documento chamado "escritura pública de inventário e partilha", que é assinado por todos os herdeiros e pelo advogado. Após a conclusão do processo, os bens são oficialmente transferidos para os herdeiros.


Na Gepp Advogados, temos 20 anos de experiência em direito imobiliário e direito de sucessões, incluindo o inventário extrajudicial.


Nossa equipe de especialistas está pronta para ajudá-lo em todas as etapas do processo, garantindo uma solução rápida e eficiente para a divisão e transferência dos bens.


Conte conosco neste momento delicado e garanta a tranquilidade que sua família merece. Entre em contato conosco e deixe a Gepp Advogados cuidar do seu inventário extrajudicial.






Artigo elaborado por Gepp Advogados Associados.

Esse artigo possui caráter meramente informativo.

Contato: (21) 96912-8665

Comments


bottom of page